Ontem, sexta-feira,  feriado fudido, dormi a manhã inteira e depois fiquei vendo putaria na net.

Eu não tinha mais o que fazer em casa, resolvi comer bacalhau na casa da minha mãe. Ela sempre faz bacalhau com batata na sexta-feira santa. Muito bom por sinal.

Liguei pra ela, me autoconvidando, mas ela me xingou.
Disse que eram 15h da tarde, que Jesus tinha acabado de morrer e que era pra eu não sair de casa, ficar enrolado em um pano vermelho até o sábado de Aleluia, pra espantar o mal.

Segundo ela, o Diabo aproveita que Jesus está morto e sai pra fazer a festa pelas ruas, atropela gatinhos, espanca todo mundo com um pé-de-cabra e depois liga Victor e Léo bem alto pra atormentar geral.

Eu falei que tudo bem, aproveitei pra avisar que não ia vê-la na Páscoa e desliguei.

Continuei vendo putaria no PC e então me deu vontade de procurar puta.

Eu só queria não precisar bater punheta, sabe? Só isso.
E estava disposto a pagar no máximo 5 reais pra alguém fazer o serviço por mim.

Na rua tava foda. Tinha algumas piriguetes na praça, mas elas são muito caras. Tem que pagar cerveja, conversar, pagar mais cerveja.

Eu não estava com paciência pra isso.

Então resolvi passar nos favelão. Tinha umas biscatinhas de rua seminuas brincando de prostituta na esquina.

Encostei o carro e perguntei pra uma delas, a melhorzinha (tinha todos os dentes) se ela não queria dar uma volta.

Ela perguntou:
– O que eu ganho com isso?

– O que você quer? – retruquei.

– Um maço de Derby, do azul.

– Feito, entraí.

Levei a sujismunda pra casa. Ela era novinha, magrela e fedia.
Entramos lá, mandei ela logo ir tirando a roupa porque eu realmente não tava com muita paciência.

– Quer se embebedar, tem vinho na geladeira. – falei.

Enquanto isso ela já tinha aberto a geladeira, os armários e estava mexendo no rack da sala.

– Vê se não rouba nada hein sua vadiazinha…

– Tá – ela respondeu.

Peguei ela pelo braço e a levei pro quarto. Dei um tapa na bunda dela, ela achou que eu era o pai dela e revidou com um tapa na minha cara.

Aí fiquei fulo e empurrei a puta com força, ela caiu sobre a cama, quicou e caiu do outro lado, de cabeça no chão.

– Puta que pariu, eu só queria não precisar bater punheta nessa merda de feriado, meu Deus… É pedir demais?

Andei até o outro lado da cama, pra ver se ela estava chorando. Odeio essas coisas. Ela estava lá, caída, imóvel. Não respirava também. A putinha morreu.

“Será?”, pensei. Dei uns chutes. Nada. Morreu mesmo.

Meio nervoso, enchi um copo com vinho. Minha mãe que falou que vinho se bebe na sexta-feira santa. E ela estava certa sobre o capeta estar à solta nesse dia.
Mãe tem sempre razão.

Capeta, né? Diabo, Satanás essas coisas. Foi isso o que eu pensei naquela hora.

Terminei de tomar o vinho e então peguei a defunta pelas pernas. Sem graça ela, nem bunda ela tinha. Peitinhos pontudos e esquisitos.

Enrolei ela num cobertor, tentei dobrar ela no meio, mas ela não era muito flexível.
Então dei uma olhada na vizinhança. Nada. Ou estava todo mundo enrolado num cobertor vermelho, ou tinham saído pra farrear no litoral, onde ninguém conhece Jesus.

Joguei a puta morta no porta-malas e saí com o carro. Tudo parado, tudo vazio, tudo fechado, merda de feriado esse. Só a praça continuava cheia de vadias sugadoras de dinheiro e cerveja.

Acabei desovando a defunta na frente de uma igreja. Tratei de deixá-la com os braços e pernas em posição de cruz e risquei um pentagrama invertido na barriga dela, pra parecer um sacrifício diabólico realizado por algum satanista desocupado e com pressa ao mesmo tempo.

Voltei pra casa e acabei batendo uma punheta mesmo. Fazer o que, né?

»

  1. Anônimo disse:

    kkkkkkkkkkkkkk

  2. CARALHUDO disse:

    Quero comer bucetas e cus de novinhas,taradas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s