Sábado depois do futebol eu estava conversando com um amigo aqui na frente de casa. O assunto era religião.
Minha mãe sempre me dizia que religião não se discute e ainda não entendo porquê.

Eu falei pra ele a minha opinião: Jesus é a nossa Única Salvação e temos que ir lá na igreja para falar com Jesus. O dízimo é uma oferta a Deus para recebermos a Graça. Todos que não agem assim não são de Deus e vão queimar no inferno.

Eu vi que meu amigo ficou incomodado. Aí eu perguntei a opinião dele. Ele disse que era ateu – uma religião estranha que não acredita que Jesus era filho de Deus, não entendi direito.
Eu disse que ele estava errado, que o caminho certo era Jesus, que só Ele salva.
Aí ele falou que dízimo é coisa de pegar gente trouxa e que o meu pastor era um picareta.

Então eu larguei ele falando merda e fui pra dentro de casa. Peguei uma faca de cortar carne e saí correndo atrás daquele desgraçado infiel. Sorte dele que eu tinha jogado de lateral e tinha corrido pra caralho aquele dia.

Ele parou de ir lá em casa, mas também parou de pecar contra Deus. Fiz o bem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s